Ecumenismo cultural marca temporada junina em Central do Maranhão

A prefeita Cleudilene Barbosa (Fechinha) determinou à Secretaria Municipal de Cultura formato cultural para a festa junina deste ano, a primeira da administração. O festejo também tem caráter de integração regional, com a presença de manifestações de cidades vizinhas e aproveitamento de experiente profissional no treinamento de grupo local de dança portuguesa, como forma de enriquecer o calendário cultural do município.

Para a prefeita, a celebração proporciona rico intercâmbio entre as cidades da região, aperfeiçoa o conhecimento da comunidade cultural local e dá chance a que a população conheça outros eventos. Ela destacou a ajuda do Governo do Estado e dos deputados Helena Duailibe (estadual) e Cleber Verde (federal) no apoio à programação e agradeceu aos servidores municipal pela contribuição aos festejos.
Atrações – Para criar nova coreografia e ensaiar o Grupo de Dança Portuguesa Encanto de Portugal – de Brasil a Portugal Somos Todos Roberto Leal foi importado o coreógrafo, estilista e dançarino Professor Jeodson. Ele preparou um repertório diversificado que será mostrado ao público local e de outras 29 cidades maranhenses até o final da primeira semana de julho. “Será uma temporada gratificante para quem faz e para quem vê”, assegura.

O secretário de Cultura, Adenilson Reis (Delcinho), falou das dificuldades para a montagem do roteiro. Mas admitiu que a organização foi bastante facilitada pelo estímulo da prefeita e pela contribuição recebida de todos os servidores municipais, desejosos de mostrar o que é que Central do Maranhão tem em matéria de festa junino. “O pioneirismo foi um desafio que está sendo enfrentado com coragem e determinação”, observou.

O secretário anunciou para a temporada, que começou nesta semana e se estende até 30 de junho, atrações de Bequimão, Guimarães, Mirinzal, Pinheiro, Turilândia, Porto Rico do Maranhão e Apicum–Açu. Na abertura do calendário foram vistos Casal Caipira, a Encanto de Portugal, Boi Brilho de Central, Boi de Turilândia (orquestra), Dança Indígena de Turilândia, Quadrilha de Bacuri e Bandas Esquema New e Farra de Luxo. No encerramento a atração será o Grupo Mesa de Bar.

Empreendimento – A prefeita anunciou outra grande comemoração, com participação expressiva da comunidade e das populações em 10 de novembro, quando o município celebra 22 anos (foi emancipado em1994). Na qualidade de originária de família humilde (pai pescador e mãe quebradeira de coco), ela diz conhecer a importância das festas populares para a população, mesmo a de condição mais privilegiada. “Minha intimidade com as camadas mais humildes vem de minha vivência como ex-ambulante e ex-vereadora”, relembra.
Indagada acerca do impacto da ponte sobre o Rio Pericumã na economia de Central do Maranhão, Fechinha comenta que a principal influência será no turismo. E para melhor aproveitar o potencial da localidade, os visitantes receberão excelência de serviços. Para este fim, a prefeita diz estar organizando programas que atraiam investidores e despertem a criatividade dos empreendedores locais. “Não podemos perder a oportunidade de promover ações que proporcionem a geração de emprego e renda”, desafia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.