São Luís Gonzaga festeja168 anos sem grandes eventos

A comemoração dos 168 anos de emancipação política de São Luís Gonzaga teve sua programação limitada por força de determinações superiores. Os eventos artísticos musicais foram proibidos e a programação limitou-se à inauguração da Praça do Farol (“Pedro Matias”) e alvorada com atos cívicos, respectivamente nos dias 11 e12 de junho. O prefeito Doutor Júnior respeitou ordenação do Ministério Público, preocupado com o volume de investimentos aplicados em contratação de atrações artísticas com a utilização de verbas públicas.

Mas o lema de “construindo uma nova história”, que marca a gestão municipal, deu testemunho de sua aplicabilidade, com reforma de prédios escolares em todos os povoados, recuperação de vicinais, abertura de poços artesianos e instalação de rede distribuição em comunidade carentes, readequação de praças, adquirição de maquinário, asfaltamento de ruas em bairros e povoados e obras e serviços em parceria com o Governo do Estado. Neste particular destaca-se o Restaurante Popular e o asfaltamento amplo. São 47 obras até agora.

Frustação – O prefeito confessou sua tristeza em limitar a comemoração, considerando que suas ações sempre são pautadas dentro da lei e da ordem. Mas admitiu que a decisão frustrou a população, que esperava poder comemorar a data de forma mais efusiva, principalmente considerando os dois anos de isolamento vivido em razão da pandemia. Mas garantiu que o ritmo de trabalho da administração vem sendo intensificado, com a abertura de novas frentes de trabalho em setores prioritários para o bem-estar e a segurança da população. E citou o deputado federal Aluísio Mendes como seu parceiro, já identificado com patrocinador de algumas realizações, via emendas parlamentares.

Doutor Júnior observou que os valores contratados para a sua festa não comprometiam os recursos públicos destinados às realizações básicas da administração. Ao contrário, seriam cobertos pela movimentação financeira que a celebração promoveria, com a vinda de visitantes para acompanhar a comemoração, a movimentação no comércio formal e informal e outras atividades que proporcionariam a circulação de recursos dentro do próprio município. Ele defende uma revisão dos princípios que orientam a decisão das autoridades nesta questão. Em função de futuras comemorações.

Cenário Novo – O vice-prefeito Francisco Rildovan Santana (Dalvan), que representou o prefeito na entrega da praça, que teve queima de fogos, abençoada pelo pastor Antônio Silva, da Assembleia de Deus (AD), enalteceu a decisão do Doutor Junior em construir quiosques destinados aos vendedores informais, principalmente mulheres, que trabalham há anos no local, na venda de gêneros. “Isto aqui é uma praça de alimentação, que agora oferece segurança aos trabalhadores e produtos higienizados aos consumidores”, conceituou a autoridade.

Para o pastor, a benção às instalações representa a segurança divina aos trabalhadores. Ele elogiou a praça, enalteceu a sensibilidade do prefeito em oferecer instalações confortáveis aos informais e alimentação livre de ameaças aos consumidores. Para o pastor, o trabalho em favor dos que ali tiram o sustento seu e de suas famílias é digno de respeito e incentivo. “Não só o povo ganha em ter um espaço de lazer, mas a gestão promove o estímulo à atividade informal aos pequenos empreendedores”, reconheceu.
Para futuro próximo, o prefeito anuncia um movimentado canteiro de obras, com reformas e construções de prédios escolares, de unidades de saúde em povoados, de mais vicinais, mais abertura de poços e instalação de sistema de distribuição de água, novas praças, incorporação de unidades no Hospital Municipal, a construção de um novo hospital e a consolidação do trecho rodoviário da MA-247, que ligará São Luís Gonzaga a Trizidela do Vale, prosseguindo com a integração territorial na região.

Veja vídeo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.