Temporada junina em Magalhães de Almeida promove intercâmbio entre Estados

 

Um concurso de quadrilhas juninas encerrou a programação fora de época do “Arraial de Nossa Gente”, promovido, em sua 24ª edição, pela Prefeitura de Magalhães de Almeida. Para maior participação da comunidade, o prefeito Nonato Carvalho decretou ponto facultativo durante a temporada junina, que se estendeu de 7 a 11 de julho de 2022. A programação foi coordenada pela equipe da Secretaria Municipal de Cultura, sob a coordenação do secretário Edivan da Silva Santos. E o financiamento foi exclusivamente municipal, sem ajuda do Governo do Estado.

Grupos do Maranhão e do Piauí (Magalhães de Almeida fica próximo da divisa entre os dois Estados) emprestaram brilho à comemoração, que é tradição na área e atrai visitantes até de cidades mais distantes do Maranhão. Também os locais que moram fora aproveitam para rever parentes e amigos e se confraternizarem. A festa é também um exemplo de integração regional, principalmente entre maranhenses e piauienses.

Disposição – O Decreto Municipal nº 024, de 7 de julho de 2022, que estabeleceu o ponto facultativo, manteve os serviços essenciais em funcionamento, cuidando para que a assistência aos munícipes não sofresse interrupção. Ao final da temporada, todos celebraram o êxito da promoção e prometeram que, com a ausência de ocorrências inesperadas como a pandemia, que suspendeu a festa por dois anos, a próxima comemoração, o aniversário da cidade em outubro (70 anos), deverá ser mais concorrida.

Neto Carvalho, líder da família política mais influente do município, diz que que a celebração tem 24 anos (desde 1997), sempre com reconhecimento popular, fazendo o povo feliz e promovendo o congraçamento entre as pessoas. Indagado sobre entrega de obras públicas em inaugurações, ele explica que as realizações são entregues ao povo sem grande festas, “pois o importante é atender às necessidades básicas da população. É fazendo e entregando”. Com o que concorda o seu irmão e prefeito Nonato Carvalho, para quem o sucesso da festa foi a união de todos os servidores municipais e dos protagonistas culturais.

Quadrilhas – Quadrilhas do Maranhão e do Piauí disputaram os troféus oferecidos pela organização da festa. A assessora Vitória, falando pelo secretário, que estava afônico, informou que esse intercâmbio também é uma tradição entre manifestações culturais dos dois Estados. “Estamos sempre incentivando essa integração, que consideramos enriquecedora para a evolução de nossas tradições”, revelou.

No concurso de quadrilha, competente comissão julgadora avaliou as apresentações e votou pelas melhores. Assim, em primeiro lugar foi classificada a “Rei do Cangaço”, de Parnaíba (PI); em segundo, “Lumiar”, de Parnaíba (PI); em terceiro, “Levanta Poeira”, do Povoado Lagoa do Bacuri (Magalhães de Almeida – MA); e em quarto, Velho junto ao Novo, de Buriti dos Lopes (PI). No encerramento tocaram bandas locais e se apresentou o artista Japãozinho.

Rei do Cangaço – a campeã

Lumiar – 2° colocada

Levanta Poeira – 3° colocada

O Velho junto ao Novo – 4° colocada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.