Povo reafirma confiança em Júnior Garimpeiro

Após dois meses de afastamento, licenciado pela Câmara Municipal, o prefeito de Centro Novo do Maranhão, Joedson Almeida dos Santos (Júnior Garimpeiro), tevê ruidosa recepção na semana passada. Chegado de São Luís, ele foi recebido na entrada da cidade e levado em carreata até a prefeitura, onde reassumiu automaticamente o mandato. Ao transmitir-lhe o cargo, o vice-prefeito Moab do Nascimento da Silva (Moab) reafirmou a confiança da população e das lideranças políticas em seus verdadeiros propósitos de gestor identificado com os anseios do povo. Em meio ao clima festivo reinante, ele foi levado ao encerramento de competição de futsal feminino. Assistiu a partida final e entregou os prêmios a equipe campeã – Stars – e a vice campeã Chelsea.

O prefeito licenciou-se para defender-se de acusações que o dão como envolvido em atividades ilegais de garimpagem, das quais ele se diz inocente e espera provar sua desvinculação. Ele informa que está afastado da atividade desde 2017 e que foi surpreendido com as acusações. Júnior Garimpeiro se diz vítima de perseguição política. Principalmente porque entre seus propósitos está o de liderar movimento para legalizar a atividade garimpeira e garantir emprego e renda para os que atuam na atividade.

Trajetória – Em seu “castelo”, na localidade de Cipoeiro, o prefeito recebeu a reportagem do blog. Contou que desde menino trabalha. Primeiro na roça, depois no garimpo, seguindo uma tradição de família que começou com seus avós. Ele nega que tenha posse ilegal de armas e revela que todo o armamento de que dispõe está legalizado perante o Exército e a Polícia Federal.

Sobre a perseguição de que se diz vítima, alega que forças externas tentam impedir sua luta pela legalização dos garimpeiros que trabalham no Maranhão, pelo ganho de poder econômico que a categoria, legalizada, alcançará. Ele defende a participação das lideranças políticas de todos os níveis, desde os vereadores até o presidente da República, para que a exploração do subsolo brasileiro seja voltada para o fortalecimento econômico do país. Atualmente, lamenta que até estrangeiros exploram nossas reservas – de ouro, manganês, cobre, chumbo, alumínio, ferro, gás e petróleo, sem rigorosa fiscalização dos setores competentes.

Para o prefeito, a exploração legalizada das reservas poderia ser a saída para tirar o país de situação de dificuldade, gerando emprego e renda numa área. Ele observa que há áreas onde a exploração poderia ser realizada sem qualquer ameaça de desmatamento ou destruição. “A herança deixada pela Covid-19, ainda não plenamente erradicada, poderá ter seus efeitos sensivelmente diminuídos com o planejamento de atividades ainda inoperantes e realizadas desordenadamente”, acredita Júnior Garimpeiro.

Acidente – Três dias depois de volta a Centro Novo do Maranhão, o prefeito foi vítima de acidente. Ao conduzir veículo de sua propriedade fez um desvio inadvertido e tombou numa ponte no interior do município. Ele e o segurança que o acompanhava sofreram ferimentos leves; mas o carro ficou seriamente danificado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.