Nos 69 anos de Paraibano, ex-Bolsa Família tem folha ampliada

A prefeita Vanessa Furtado substituiu o festejo popular por uma ação social em favor da população carente de Paraibano, na festa dos 69 anos de emancipação político-administrativa, transcorrida a 6 de janeiro. Fechado o orçamento do que seria investido em badalações, foi todo ele revertido na compra e doação de cestas básicas. Com a colaboração de voluntários e amigos da administração, foram distribuídas mais de 2.600 kits de alimentos a famílias em situação de risco. E ela anunciou mais de 700 novas inscrições no Auxílio Brasil (ex-Bolsa Família) no município.

“A autoridade precisa saber que prioridades atender, num momento trágico como o atual, quando a pandemia se associa aos danos provocados pelas violentas chuvas e prejudica famílias no que elas têm de mais importante: sua segurança física e alimentar e na destruição do seu patrimônio”, avaliou a prefeita ao tomar a decisão. A solidariedade foi a marca dos 69 anos do Paraibano livre e soberano, no Leste maranhense.

Manifestações – Na condição de militante político na região, o deputado estadual Arnaldo Melo destacou o gesto da prefeita como exemplo a ser seguido por gestores de outras área do Estado, onde o rigoroso período chuvoso castiga as populações ribeirinhas ou não, destruindo o patrimônio doméstico e desabrigando-as. Ele enalteceu a atitude dos colaboradores que atenderam ao apelo da prefeita e contribuíram com a ação solidária.

O assessor especial do município Bira (José Ubiratan Lima Ferro Filho) considerou acertado o gesto da prefeita e prova de solidariedade. “o que não e novidade em se tratando da gestora que nós conhecemos”, arrematou Ele observou que “2021 foi um ano administrativo bem produtivo, apesar das adversidades da pandemia e outros fatores. Acredita que pode considerar vencida essa etapa de adversidades e no deslanchamento de novas e vigorosas ações em favor do povo. “Novos projetos serão deflagrados, outros serão retomados; todos de maior interesse comunitário”.

Isolamento – Bira comentou sobre a importância cestas básicas numa fase em que chuvas castigam a região e a situação do povo pede atenção imediata – de alimentação e segurança física. Lembrou a existência de localidades em situação de isolamento, o que já determinou a decretação de estado de emergência, visando atender, sem a burocracia convencional, as necessidades emergenciais da populações atingidas pelos fenômenos naturais.

Da mesma forma entendeu a secretaria de Ação Social, Edivânia Coelho, por cuja pasta se cumprem os protocolos das políticas públicas que a administração Vanessa Furtado estabeleceu para o mandato. A secretária considera que as dificuldades enfrentadas em 2021 não se repetirão em 2022, o que permitirá a deflagração e a aceleração de vários projetos.

Fala prefeita – Em seu principal pronunciamento, a prefeita reforçou sua dedicação aos paraibanenses (embora não seja filha da terra: ela nasceu no vizinho São João dos Patos, mas mudou criança para a terra que considera seu berço natal de adoção), principalmente num momento de necessidades. Sobre o gesto solidário disse que solidariedade tem sido a marca do seu relacionamento com o povo, cujo reconhecimento lhe tem sido provado diariamente. Sobre as raízes com a terra disse: “Sou patoense, mas com muito orgulho divido essa condição com o paraibanense que trago de minha longa convivência com esta terra. Aqui vivi a infância e a adolescência e agora governo a cidade, pela livre escolha do seu povo”.

Ao anunciar o aumento da folha do Auxílio Brasil no município, Vanessa revelou que as novas 704 famílias incluídas foram fruto de demoradas negociações com o apoio de importantes parceiros junto ao Governo Federal. Ela reafirmou o que disse sua secretario da Ação Social sobre a aceleração de programas em favor dos menos favorecidos, agora que a pandemia parece oferecer uma trégua que permite maior atuação da autoridade em benefício do povo.

Balanço – Numa publicação recente, a gestora mostrou porque o lema de seu governo é “Tempo de Reconstruir”. Lá estão narradas as ações adotadas desde o início do mandato, em janeiro de 2021. Da política em favor do servidores públicos, de capacitação e reconhecimento com estímulos financeiros, até a preparação das comunidades rurais para receber os mesmos benefícios que apenas a sede urbana era merecedora. De estímulo ao empreendedorismo à assistência aos segmentos especiais como gestantes, mães recentes, jovens e agricultores familiares.

No campo físico, relata a melhoria das condições urbanas, abertura e conservação de vias, tratamento permanente as vicinais, perfuração de poços e implantação de sistemas de abastecimento de água, política de entretenimento e lazer, política de prevenção sanitária, disciplinamento da máquina administrativa com ajustes para o acompanhamento dos problemas dos cidadãos. E garante: “Para melhorar a condição da cidade e a vida dos cidadãos, a atuação do nosso governo, em 2022, será superior a 2021”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.